O Mito da Caverna

O Mito da Caverna

O mito relata prisioneiros que desde o nascimento vivem presos em correntes numa caverna e que passam todo tempo olhando para a parede do fundo que é iluminada pela luz gerada por uma fogueira. Nesta parede são projetadas sombras de estátuas representando pessoas, animais, plantas e objetos, mostrando cenas e situações do dia-a-dia. Os prisioneiros ficam dando nomes às imagens (sombras), analisando e julgando as situações.
Vamos imaginar a seguinte situação um dos prisioneiros fosse forçado a sair das correntes para poder explorar o interior da caverna e o mundo externo. Entraria em contato com a realidade e perceberia que passou a vida toda analisando e julgando apenas imagens projetadas por estátuas. Ao sair da caverna ele entrar em contato com o mundo real fica encantado com os seres de verdade, com a natureza, com os animais e etc. Ele Volta para a caverna para passar todo conhecimento adquirido fora da caverna para seus colegas ainda presos. Porém, seria ridicularizado ao contar tudo o que viu e sentiu, pois seus colegas só conseguem acreditar na realidade que ver na parede iluminada da caverna. Os prisioneiros vão o chamar de louco, ameaça-lo de morte caso não pare de falar daquelas ideias consideradas absurdas.

Muitos nós temos essa visão distorcida da realidade. Assim como no mito, nós somos como os prisioneiros não enxergamos e acreditamos apenas nas imagens criadas pela cultura, conceitos e informações que recebemos durante a vida. A caverna  simboliza o mundo, pois nos apresenta imagens que não representam a realidade. Somente é possível conhecer a realidade, quando nos deixamos libertar das influências culturais e sociais, ou seja, quando saímos da caverna. Para saímos da caverna precisamos de conhecimento, pois somente através do conhecimento é que nos libertamos, veja o que diz Paulo a Carta Romanos 15.14 a respeito do Conhecimento  E certo estou, meus irmãos, sim, eu mesmo, a vosso respeito, de que estais possuídos de bondade, cheios de todo o conhecimento, aptos para vos admoestardes uns aos outros”.  Só o CONHECIMENTO pode nos libertar da opressão (Caverna).

Hemerson Gomes Couto. Bacharel em Direito pela Faculdade Integrada de Cacoal – UNESC, Pós-graduado em Direito Constitucional pela Faculdade Integrada de Cacoal – UNESC. É especialista em direito da criança e do adolescente, Escritor, Blogueiro, Consultor.

Advertisements

0 Responses to “O Mito da Caverna”



  1. Deixe um Comentário

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s




Bem-vindo! O que acessar aqui?

Blog Couto Lex's de utilidade pública, com informação especializada. Contém orientações essenciais sobre a temática na área jurídica e outras considerações transdisciplinares. Para facilitar o seu contato e esclarecer dúvidas sobre o assunto, veja abaixo um sumário dos assuntos já abordados nos posts.

Siga o Blog Via Facebook

Parceiro do Blog

 HG Couto Consultoria Publicações Eletrônicas

HG Couto Consultoria Publicações Eletrônicas

Macetes Esquematizados para Concursos Públicos

Anuncie aqui

Digite seu endereço de email para acompanhar esse blog e receber notificações de novos posts por email.